Cadê o CP? Gestão Pública para Desenvolvimento Econômico e Social.

Terceiro depoimento do nosso Tópico Temático Mensal Cadê o CP? 🔍


Samuel Santana – Gestão Pública – UFRJ

Ingressei no curso de Gestão Pública da UFRJ em 2010. Durante a graduação, participei de atividades extracurriculares, como a de representante dos discentes no Colegiado do GPDES/UFRJ; pesquisador no Laboratório de Responsabilidade Social, Desenvolvimento Local e Políticas Públicas, coordenado pela professora Claudia Pfeiffer; monitor da disciplina Estado no Brasil; monitor voluntário da disciplina Ciências Sociais I; e membro do Observatório das Ouvidorias Públicas e Democracia Participativa – UFRJ. Concomitantemente, comecei a estagiar no Banco do Brasil e prestei serviços para consultorias em projetos da área deResponsabilidades Social.

Graduado, passei a fazer parte do governo estadual do Rio de Janeiro, em um programa de inclusão social e produtiva, financiado pelo Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID). O “Caminho Melhor Jovem” era direcionado a pessoas de 15 a 29 anos, moradores de territórios pacificados e em condições de vulnerabilidade. Adotava um modelo de atenção integral ao jovem que articulava a oferta e a demanda de serviços sociais e oportunidades econômicas por meio de serviços especializados de aconselhamento e acompanhamento.Durante os quase dois anos em que atuei no programa, passei pelos cargos de assessor, supervisor e diretor.

Atualmente, sou o assessor da secretaria de Planejamento da prefeitura de Mesquita, no Rio de Janeiro. Elaboro pareceres em processos administrativos que exigem conhecimento técnico, sugiro alterações na legislação pertinente e elaboro, estudo e examino projetos, entre outras tarefas solicitadas na função de assessor de um secretário municipal. Nesta reta inicial de governo, por exemplo, participei da criação de um plano de ações prioritárias na prefeitura de Mesquita. Esse caderno contém 90 ações que englobam todas as secretarias municipais. Além de descrever o cenário encontrado pela atual gestão – depois de tomar posse sem qualquer plano de transição –, o documento lista soluções para os problemas encontrados e apresenta desafios que deveriam ser atingidos já nos 45 primeiros dias.

Publicado originalmente no antigo site da FENECAP na plataforma Wix em 11 de junho de 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: