Reflexões sobre a conjuntura política.

Gestão Ressignificar.

Se alguém ainda tinha dúvidas sobre a existência ou não de uma crise política no Brasil, os acontecimentos divulgados desde a última noite do dia 17 de maio de 2017 revelaram a resposta. Nós não só estamos presenciando uma profunda ausência de representatividade, como também estamos vivenciando o esvaziamento do respeito em relação às nossas instituições democráticas. Claramente o sistema político-eleitoral brasileiro necessita de mudanças extremas, com ajuda de todos os setores da sociedade brasileira.

O conflito é um ponto natural da democracia, mas quando ele passa a ser solucionado por trocas monetárias e barganhas ilícitas é sinal claro de que os processos que o regulam precisam ser reconsiderados. Com toda essa corrupção de valores e recursos, a população vai sofrendo, e os efeitos são devastadores, irreparáveis e ensurdecedores para qualquer cidadão. A estagnação econômica do país, culminando na queda do investimento e por consequência na arrecadação de impostos, leva a todos e todas a verem um fim trágico para o país, mais especificamente, para os funcionários públicos de baixo escalão, para os empresários de pequeno e médio porte e, principalmente, para os trabalhadores, ou seja, toda a parcela que realmente necessita das Políticas Públicas e do papel redistributivo do Estado.

Diante de todas as incertezas que ainda nos cercam, acreditamos na saída pela reflexão sobre as Instituições, sobre a nossa cultura política e sobre nosso Sistema Político. Os governos precisam ser, além de técnicos, capazes de responder às demandas sociais em tempo adequado. Os governantes, além de legados tangíveis, precisam deixar exemplos de lideranças baseadas nos princípios e valores do cidadão. Não queremos animais no poder.

Portanto, convocamos o Campo de Públicas para discutir sobre o futuro do Brasil. Debater sobre a corrupção é importante e necessário, mas não podemos permitir que essa gramática supere a gramática da democracia. Cremos na sociedade, e não em um salvador. Com ou sem renúncia, as eleições são iminentes. Vamos, Campo de Públicas, contribuir na formação dos próximos candidatos.

Atenciosamente,

Gestão Ressignificar.

Diretoria Executiva da FENEAP 2017/2018.

Publicado anteriormente no antigo site da FENECAP na plataforma Wix em 11 de junho de 2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: